Apoio a Redes Europeias

Nota Prévia:

Pretendemos com esta informação salientar alguns critérios que permitam a identificação rápida do enquadramento de possíveis projectos no programa Europa Criativa. No entanto, salientamos que a informação disponibilizada neste website, não invalida a absoluta necessidade de leitura dos respectivos guidelines das linhas de financiamento, por forma a aferir, nomeadamente, os critérios de elegibilidade e de avaliação. Os guidelines poderão ser encontrados no website da Comissão Europeia/ EACEA - Education, Audiovisual and Culture Executive Agency.


Estado da call : Fechada

Não haverá futuras calls desta linha de financiamento no Programa 2014-2020

Acesso à informação sobre Calls já concluídas (bem como sobre os convites à apresentação de propostas e demais documentação) em : https://eacea.ec.europa.eu/creative-europe/funding_en

A premissa sob esta linha de financiamento é a defesa de que as Redes desempenham um papel importante em aproximar, a nível europeu, agentes culturais que exercem a sua actividades de forma fragmentada a nível nacional. Entende-se que as redes ajudam a acelerar o ajustamento dos sectores aos desafios que lhes são colocados (através da partilha de conhecimento e do desenvolvimento de acções de sensibilização), contribuindo, desta forma, para a criação de um ambiente favorável aos agentes culturais.


Objectivos e prioridades (resumo)

A linha de financiamento a Redes Europeias tem como objectivo específico :

  • Apoiar acções que promovam o desenvolvimento de competências que concorram para o fortalecimento dos sectores cultural e criativo (capacity building), nomeadamente apoiando projectos que permitam o exercício da actividade a um nível transnacional e internacional e a capacidade de adaptação à mudança.
  • Visa reforçar as organizações culturais e o networking internacional por forma a facilitar o acesso dos profissionais a novas oportunidades.
  • Orientação business to business : apoio de actividades onde os profissionais da cultura ajudem outros agentes culturais a se profissionalizarem através de networking, peerlearning, exchanges, etc.

Algumas considerações prévias

  • Não existem quotas por países ou regiões e /ou por área cultural ou artística
  • O Modelo de financiamento é o de co-financiamento

Critérios de elegibilidade

  • Redes constituídas com um mínimo de 15 membros
  • Estabelecidos em, pelo menos, 10 países diferentes
  • Pelo menos 5 países deverão ser :
  • Rede deverá ter 2 anos de existência legal

Co-Financiamento

  • Percentagem de co-financiamento : 80%
  • Valor máximo: 250.000€ / ano
  • Percentagem paga 30 dias após assinatura do contrato : 70%
  • O único valor aprovado definitivamente é o valor do 1º ano do projecto. Todos os anos candidatos serão convidados a apresentarem uma candidatura simplificada, por forma a ser aprovado o montante previsto para o ano seguinte.

Critérios de Avaliação dos Projectos

(Resumo. Não substitui a leitura dos guidelines)

Critério Definição Pontos (máximo)
1. Relevância A candidatura contribui para os objectivos e prioridades ? 30
2. Qualidade do conteúdo e actividades Como é que o projecto é implementado? 25
3. Comunicação e disseminação Qual a abordagem do projecto com vista à comunicação das suas actividades e para a partilha de conhecimento e experiências no sector e além fronteiras? 15
4. Qualidade da Rede Europeia Quão representativa e estável é a rede? 30