Centro de Informação Europa Criativa

Centro de Informação Europa Criativa

Passar para o Conteúdo Principal

Projecto de apoio à mobilidade i-Portunus regressa em 2021 com mais orçamento

Com um orçamento de 1 milhão de euros, o I-Portunus - projecto-piloto no âmbito do programa Europa Criativa - viabilizou a mobilidade de 337 profissionais das artes performativas e visuais, contribuindo para que estes alcançassem novas competências e alargassem as suas redes de contactos.
A Comissão anunciou recentemente que este esquema de mobilidade será incorporado no próximo quadro do Europa Criativa (2021-2027) com um maior financiamento. Tendo em consideração todas as restrições devido ao surto Covid-19, uma experiência de mobilidade combinada poderá ser apropriada e os moldes exactos serão definidos antes do lançamento do próximo concurso. Além disso, o âmbito do programa será alargado de modo a abranger todos os sectores culturais (excepto o audiovisual).


Relatório publicado
Paralelamente, foi publicado o relatório "Artists Abroad: i-Portunus the EU’s First Mobility Scheme for Culture" que constata o sucesso do projecto-piloto tanto em termos do número de candidatos como do feedback dos participantes. Poderá aceder aqui ao relatório, bem como aos anexos e sumário executivo.

Com base nos testemunhos dos participantes, foi possível aferir que o i-Portunus ressoou mais entre artistas jovens e emergentes. Quase metade dos participantes eram menores de 35 anos e 85% tinham um rendimento anual inferior a 15 000 euros.
Com uma subvenção que variava entre 1500 e 3 400 euros, cada beneficiário pôde passar entre 15 a 85 dias no estrangeiro. Como resultado da sua experiência:

97% afirmaram ter adquirido novas competências
94% desenvolveram novos públicos ou pontos de apresentação para o seu trabalho
94% desenvolveram novas co-produções ou co-criações
49% recebeu uma oferta de emprego ou novo contrato

Entre Abril e Setembro de 2019, i-Portunus emitiu 3 convites à apresentação de candidaturas e recebeu mais de 2.500 candidaturas de mais de 3.000 indivíduos que solicitaram mais de 6.000.000 de euros de apoio, provando assim a necessidade inequívoca de apoios à mobilidade artística no espaço Europeu
Portugal registou uma procura elevada submetendo um total de 85 candidaturas, sendo que 13 artistas e profissionais culturais foram efectivamente apoiados.


Enquadramento
O projecto i-Portunus enquadra-se no conjunto de iniciativas lançadas pela Comissão Europeia com o objectivo de identificar novos modelos operacionais de apoio à mobilidade, de curta duração, de artistas e profissionais da cultura, aos quais os artistas se pudessem candidatar directamente. Tais modelos operacionais deverão ser implementados no futuro Programa Europa Criativa 2021-2027.
Assim, em 2018 a Comissão Europeia lançou uma Call a “projectos piloto de definição de estratégias de mobilidade de artistas e profissionais”, dirigida a organizações com experiência comprovada na matéria, para que fossem testadas possíveis modalidades de apoio e emitidas recomendações. O concurso foi, então, ganho pelo consórcio entre o Goethe-Institut (líder), o Institut Français, a Nida Art Colony da Academia de Artes de Vilnius e a Izolyatsia, com o projecto i-Portunus.