Centro de Informação Europa Criativa

Centro de Informação Europa Criativa

Passar para o Conteúdo Principal

RESULTADOS: Apoio complementar da DG Artes ao programa Europa Criativa

Já são conhecidos os resultados finais do procedimento simplificado “Apoio complementar ao Programa Europa Criativa", que abriu no final de outubro com um montante de 450 mil euros. São apoiados 15 projetos (número que corresponde ao total de candidaturas elegíveis) nas áreas de cruzamento disciplinar (6 projetos apoiados), teatro (3), artes plásticas (2), circo contemporâneo e artes de rua (2), fotografia (1) e música (1).

Este apoio da DGARTES tem como principal objetivo potenciar a participação de entidades portuguesas em projetos já selecionados pelo Programa Europa Criativa (subprograma Cultura), permitindo assegurar parte do autofinanciamento exigido e aprovado nas seguintes linhas: Projetos de Cooperação Europeia (para entidades líderes ou parceiras); Plataformas Europeias (para entidades líderes). Dos 15 projetos apoiados pela DGARTES, 4 são de entidades líderes / coordenadoras e 11 são de entidades parceiras.

Relativamente aos montantes de financiamento, do valor global disponível (450 mil euros), 60% destina-se às entidades líderes e 40% às entidades parceiras, sendo que, globalmente, foi solicitado à DGARTES um montante financeiro de 381 764,36 €. Tendo em conta os limites percentuais e o número de entidades líderes e parceiras elegíveis, será atribuído pela DGARTES um montante global de 353 135,39 €, sendo a distribuição anual a seguinte: 145 810,93 € (2020), 121 378,88 € (2021) e 85 945,48 € (2022).

As candidaturas a esta linha de apoio, que decorreram entre 29 de outubro e 19 de novembro, estiveram abertas a projetos de criação, programação, circulação, desenvolvimento de públicos, edição, investigação e formação, desenvolvidos em território nacional e/ou internacional, nas seguintes áreas artísticas: artes performativas (circo contemporâneo e artes de rua, dança, música e teatro), artes visuais (arquitetura, artes plásticas, design, fotografia e novos media) e cruzamento disciplinar.

Com este procedimento simplificado, a DGARTES pretende contribuir para dinamizar a internacionalização das artes e da cultura portuguesa através da cooperação com outros países e, ao mesmo tempo, fomentar a presença de projetos internacionais em Portugal. Pretende ainda articular as artes com outras áreas setoriais, incentivar projetos emergentes e valorizar a experimentação artística.


Fonte: DG Artes
Crédito foto: "CLASH!", pela Companhia de Dança de Almada, Balletto di Roma, Polish Dance Theatre, 420PEOPLE, Derida Dance Center, Sapienza Università di Roma. © Polish Dance Theatre